HTML5 Mitos e Fatos

Já ouviu falar do HTML5?

Pessoalmente eu gosto muito dos produtos da Apple. Não fico sem meu iPhone, nem longe do meu MacBook Pro, que utilizo para desenvolvimento profissional. Mas graças ao Steve Jobs, o HTML5 já virou uma lenda antes mesmo de se tornar um padrão.

Não é somente a questão do embate Apple x Adobe. Que o Flash é pesado, tem alguns bugs não resolvidos e o player é proprietário, todo mundo já sabe. Mas é o padrão atual da indústria, por um motivo bem simples: é um software presente e funcional em 96% dos computadores do mundo.

E o HTML5? Nenhum navegador executa sua especificação completa ainda. Alguns nem possuem suporte aos recursos mais básicos (como o Internet Explorer, o navegador mais usado atualmente). Os principais fornecedores da indústria de software ainda estão discutindo qual será o padrão para execução de vídeos, e é provável que haja um racha e teremos que embarcar 2 formatos de cada vídeo em nossos sites para executar em todos os navegadores.

Acho essa discussão bastante interessante, principalmente no meio acadêmico. Mas no mundo real, o que importa é resultado, tempo de desenvolvimento, padrão de execução e base instalada. O HTML5 está devendo tudo isso, ainda.

Gosto das novas tecnologias, e vou adotar o HTML5 sem duvida quando ele for tudo aquilo que promete ser.

Mas, por enquanto, nem o JavaFX bate a plataforma da Adobe para desenvolvimento comercial. O Flash tem seus defeitos, mas tem os recursos que precisamos e a base instalada que desejamos para distribuir nossas soluções. Sem mencionar que o Flex SDK é livre e de código aberto, e a produtividade no desenvolvimento é enorme. O usuário final espera que o sistema funcione, não importa a tecnologia por traz dele.

Quando o HTML5 crescer, vai querer ser tudo que o Flash é, e muito mais. Aí desenvolvemos outro projeto ainda mais avançado do que esse, e certamente outras tecnologias estarão consolidadas e poderemos escolher o que houver de melhor naquela ocasião.

Decisão: Nada de esperar o HTML5 amadurecer pra ganhar dinheiro. E nada contra o Flash também.

Comentários