O Projeto

A missão consiste em desenvolver um software que substitua o Taligent Enterprise, ERP para administração de micro e pequenas empresas do setor de comércio e prestação de serviços.

Entretando, para este novo projeto temos alguns objetivos a mais, além de simplesmente desenvolver um novo software:


  • Funcionar na nuvem. Em qualquer lugar que o cliente esteja, poderá usar o sistema, tirar relatórios, analisar gráficos, etc. Não é questão de moda: retirar do cliente o investimento em servidores e a responsabilidade de cuidar do banco de dados é fazer melhor, e fazer certo. Com a atenção voltada para o meio ambiente, ter o sistema sob demanda, sem manter estrutura ligada o tempo todo, os clientes economizam energia e contribuem para uma estratégia sustentável.
  • Sem casamentos. Nada de software proprietário. Tudo open source e modular. Explico: tem que funcionar com os principais bancos de dados do mercado, precisa ser fácil, fácil mesmo de mudar de banco. Dividir tarefas em módulos permite trocar as tecnologias por outras. Usando padrões de comunicação abertos, a linguagem usada para escrever as telas do cliente não precisa saber, nem ter acoplamento, com a linguagem usada no servidor para fornecer os serviços. Com o mercado cheio de mudanças e aquisições, essa é uma preocupação real. Está claro que não usaremos triggers nem stored procedures no banco de dados, nem usaremos ferramentas pagas.
  • Funcionar em qualquer dispositivo. Existem smartphones, netbooks, tablets, e daqui a pouco, torradeiras, ferro de passar, fogão, geladeira, etc. Vamos escolher tecnologias abertas que funcionam em múltiplos dispositivos para estar presentes na mão do cliente quando ele precisar. Difícil? Não é impossível. É por isso que somos engenheiros de software. Diga que é impossível mudar o mundo pro pessoal do Google, ou diga que não pode fazer algo ao Steve Jobs. Então não diga que é impossível pra mim. Vou fazer ser possível.
  • Voltado para resultados. Como é isso? Os relatórios e gráficos são a parte mais importante do sistema. Se já ouviu isso antes é por que seu software não tinha essas ferramentas o suficiente, e eu já ouvi isso. Então não quero ouvir mais, e ao logar no sistema o cliente vai ver uns gráficos enormes e coloridos sobre as vendas e o desempenho financeiro da empresa, antes mesmo de perceber que existe um menu principal.
  • Tem que se vender sozinho. Fazer software custa caro, em tempo, e investimento no conhecimento necessário. Por isso vender é fundamental e os desenvolvedores e engenheiros não fazem isso o suficiente. Ou você tem uma boa equipe de vendas ou seu produto tem que vender sozinho. Escolhi a segunda opção por que a equipe toda é constituída de uma pessoa: eu. E eu não sabe vender (está errado de propósito, porque eu sempre estou errado).

Comentários